NOSSO BLOG

Ciclo Otto e Diesel Informativo Bomba de Óleo

A fim de garantir a função correta e a vida útil da bomba de óleo, deve-se observar obrigatoriamente durante a montagem da nova bomba, as instruções de montagem do fabricante de motor, bem como as seguintes indicações gerais de montagem:

1. Indicações gerais de montagem 

A fim de garantir a função correta e a vida útil da bomba de óleo, deve-se observar obrigatoriamente durante a montagem da nova bomba, as instruções de montagem do fabricante de motor, bem como as seguintes indicações gerais de montagem:


§ Remova o óleo usado e verifique a existência de eventuais impurezas. Especialmente impurezas metálicas levam muitas vezes ao desgaste mecânico de peças individuais dos componentes do motor.
§  Durante a montagem da bomba, observe obrigatoriamente a limpeza.
§  O tubo de sucção de óleo é equipado no geral somente com uma tela metálica. Partículas de impurezas ou metal remanescentes no motor podem atingir o interior da nova bomba após a reparação e causar desgaste novamente em pouco tempo. Por isso, todas as peças e canais que entram em contato com o óleo e o tubo de sucção de óleo devem ser limpas.
§  Na montagem de uma nova bomba de óleo deve-se substituir o filtro de óleo. Se o sistema de pressão do óleo estiver muito sujo, ele deve passar adicionalmente por uma limpeza.
§  Antes da montagem da nova bomba, ela deve ser comparada com a geometria da bomba antiga.
§  O acionamento da bomba (dentes, conexões de encaixe, rodas de corrente, correntes e correias de acionamento) devem ser verificados quanto a possíveis danos.
§  Antes da montagem da bomba, todas as peças móveis (engrenagens e eixos) devem ser lubrificadas com óleo do motor prescrito.
§  Durante a montagem, observe o posicionamento correto da bomba. Em caso de problemas de montagem (problemas da instalação e inclinação), a bomba não deve ser colocada na estrutura por meio de torque dos parafusos na instalação. Danos nas bombas, falhas de funcionamento e vazamentos podem ser resultantes deste fato.
§  Durante a montagem da bomba de óleo e do tubo de sucção de óleo, sempre devem ser utilizadas vedações e anéis de vedação novos. O uso geral de produtos de vedação líquidos deve ser evitado. Eles devem ser usados somente em locais previstos pelo fabricante de motores.
§  Os parafusos de fixação da bomba devem ser apertados durante a montagem com o torque de aperto definido pelo fabricante de motores e com a sequência de aperto correspondente.
§  Caso sejam previstas proteções mecânicas de parafusos, elas devem ser utilizadas conforme recomendado pelo fabricante de motores.
§  Antes de colocar o motor em funcionamento, recomendamos o abastecimento do sistema de óleo com um recipiente de pressão separado (pressionamento). Ao fazer isso, o lado de pressão do sistema de óleo é preenchido completamente com óleo e retirado o ar. No geral, o sistema deve ser preenchido até que o óleo atinja os locais de lubrificação mais altos ou mais distantes da bomba de óleo no motor. O óleo deve chegar até os balancins ou pelos pontos de apoio do eixo de comando. Dessa maneira, são evitados os danos que podem ser causados na partida do motor devido à pressão insuficiente do óleo.
§  Depois de pressurizar o sistema de lubrificação, o motor é alimentado até o nível de óleo adequado.
§  Na primeira partida do motor, após a substituição da bomba, o motor deve gerar pressão de óleo dentro de poucos segundos. Se não for gerada pressão de óleo, o processo de partida deve ser interrompido ou o motor desligado e a causa deve ser eliminado. Deve-se evitar em todos os casos a alta rotação do motor para agilizar a geração de pressão de óleo.
§  Utilize somente óleos prescritos e permitidos pelo fabricante de motores.
§  Realize a manutenção do motor conforme as indicações do fabricante.

 


2.     Definição de causa/Diagnóstico de danos
 

O sistema de lubrificação e também o sistema mecânico do motor são compostos por uma quantidade de peças móveis e fixas. Cada peça está envolvida tanto individualmente como em conjunto com outros componentes. Por isso, problemas de pressão de óleo e de alimentação de óleo podem ter diversas causas. No caso de falha de uma peça, muitas vezes o sistema de lubrificação completo pode ser danificado. Se o problema não for reconhecido a tempo ou se for ignorado, todas as peças relacionadas serão afetadas. 

Muitas vezes ocorre o dano total do motor, apesar das causas dos problemas serem pequenas. Antes de realizar a substituição da bomba de óleo, os seguintes pontos devem ser verificados para que os possíveis danos sejam eliminados.

Causa por pressão de óleo muito baixa ou Inexistente


§  Nível do óleo baixo demais.
§  Viscosidade do óleo baixa demais (muito fino).
§  Formação de espuma no óleo do bloco do motor devido a um nível muito alto do óleo, a óleo inadequado com aditivação incorreta, ou ainda devido a óleo com impurezas.
§   Filtro de sucção de óleo entupido.
§  Tubo de sucção de óleo com vazamento (entrada somente de ar).
§  Válvula de regulagem de óleo pendurada (aberta).
§  Filtro de óleo entupido.
§  Canais de óleo, tubulações e radiador de óleo entupidos.
§  Jet cooler aberto ou quebrado (refrigeração da injeção do pistão).
§  Bujão de fechamento faltante ou exposto em canais condutores de pressão do bloco do motor, cabeçote e virabrequim.
§  Bronzinas do virabrequim, eixos de comando, árvores compensadoras e eixos do balancim desgastados.
§  Componentes desgastados ou com defeito, como tucho hidráulico, turbo compressor, bombas injetoras ou bombas de alta pressão.
§  Vedações com vazamento no motor. 

Causa no caso de pressão muito alta do óleo (geralmente não se trata de um defeito na bomba de óleo)

§  Viscosidade do óleo alta demais (muito espesso).
§  Válvula de regulagem do óleo não funciona (permanece fechada).
§  Filtro de óleo entupido.
§  Tubos de pressão de óleo entupidos.
§  Por descuido, foi instalada uma bomba com capacidade de transporte muito alta.

Fonte: KSPG Automotive Brazil Ltda. Divisão MS Motorservice Brazil 2018.